A POPULAÇÃO DO DISTRITO DE BRAGANÇA - de 1864 a 2011

 

**********************************************************

Evolução da População do Distrito entre 1864 e 2011

Evolução da População dos Concelhos entre 1864 e 2011

Índices de Evolução – 1864/1950 e 1950/2011

Variação da População dos Concelhos entre 1864 e 2011

Nº de Habitantes das Freguesias nos Censos de 1864 e 2011

Evolução dos grupos etários entre 1981 e 2011, no Distrito

Comparação dos grupos etários apurados nos Censos de 1981 e 2011, por Concelho

A população do Distrito no censo de 2011

**********************************************************************

Aceda aos outros distritos em www.censosdeportugal.blogspot.com

**********************************************************************

 

1. Número de habitantes

1.1 Número total de habitantes

O primeiro gráfico apresenta a evolução da população do Distrito de Bragança em termos do número de habitantes apurados nos censos efectuados em Portugal em 1864, 1878, 1890, 1900, 1911, 1920, 1930, 1940, 1950, 1960, 1970, 1981, 1991, 2001 e 2011.

O segundo apresenta a variação percentual  da população verificada entre estes censos.

Após um crescimento que vai desde 1864 até 1911, o distrito de Bragança apresenta um decréscimo populacional no censo de 1920, por efeito da peste pneumónica e da 1ª Grande Guerra; após a implantação do Estado Novo regista um acentuado crescimento nas décadas de 20 e 30; o censo de 1960 apresenta os primeiros efeitos da emigração, fenómeno este que, agravado pelas guerras coloniais, leva a que o distrito registe uma acentuada redução da sua população no censo de 1970; após um ligeiro crescimento no censo de 1981, em resultado do regresso de residentes das antigas colónias, a emigração, a redução da natalidade e a deslocação para os grandes centros urbanos leva a que o distrito de Bragança venha a perder habitantes desde 1991 até 2011.

 

Tomando como base a população residente recenseada em 1864 o distrito de Bragança registava em 2011 menos 16% no número de habitantes, bastante longe do verificado ao nível do País (+146%).

Dos 12 concelhos que constituem o distrito de Bragança apenas Bragança e Mirandela registam mais habitantes em 2011 do que em 1864.

1.2 Grupo etário dos 0 aos 14 anos

1.3 Grupo etário dos 15 aos 24 anos

1.4 Grupo etário dos 25 aos 64 anos

1.5 Grupo etário dos 65 e mais anos

VARIAÇÃO DA POPULAÇÃO DOS CONCELHOS ENTRE 1864 e 2011

Nos 14 mapas seguintes é traçada a evolução percentual verificada na população dos concelhos do Distrito de Bragança nos Censos de 1864 a 2011.

A verde são assinalados os concelhos que apresentam uma percentagem de crescimento superior à média do País, a amarelo os que apresentam crescimento inferior a essa média e a vermelho os que apresentam um decréscimo do nº de habitantes

VARIAÇÃO DA POPULAÇÃO EM PERÍODOS DE 50 ANOS

Os 3 mapas que se seguem registam a evolução da população do Distrito de Bragança por ciclos de 50 anos, de forma a melhor evidenciar as tendências verificadas nos diapositivos anteriores.

O período de 1864 a 1911 é caracterizado por um crescimento populacional em todos os concelhos do distrito de Bragança, ainda que inferior à média do País (+19% vs. +40%). Torre de Moncorvo (+29%), Vimioso (+26%) e Macedo de Cavaleiros (+26%) são os concelhos que registam o maior crescimento percentual.

O período de 1911 a 1960 mantém o crescimento em todos os concelhos, embora a um nível inferior á média do País (+22% vs. +48%). Realce para o concelho de Miranda do Douro que regista um crescimento de 69%, provavelmente como resultado da construção da barragem hidroeletrica.

Já o período de 1960 a 2011 regista um acentuado decréscimo da população, que atinge os 42%, Ou seja, durante os últimos 50 anos o distrito de Bragança perde quase metade dos habitantes que tinha em 1960, havendo concelhos que chegam a ultrapassar este valor: Vinhais (-66%), Vimioso (-63%), Miranda do Douro (-61%), Carrazeda de Ansiães (-56%), Torre de Moncorvo (-54%) e Mogadouro (-51%)

A VARIAÇÃO DA POPULAÇÃO ENTRE OS CENSOS DE 1864 e 2011

Tomando como base a população residente recenseada em 1864 o distrito de Bragança registava em 2011 menos 16% no nº dos seus habitantes.

Apenas 2 concelhos registavam um acréscimo de população ao longo destes 150 anos: Bragança (+36%) e Mirandela (+32%).

Todos os restantes apresentavam menos habitantes, com realce para Vinhais (-55%) e Vimioso (-51%), que viram reduzir para metade a população que tinham em 1864.

NÚMERO DE HABITANTES DAS FREGUESIAS NOS CENSOS DE 1864 e 2011

 POPULAÇÃO DAS FREGUESIAS NOS CENSOS DE 1864 e 2011 : Abambres (366/347), Abreiro (751/257), Açoreira (522/524), Adeganha (724/343), Agrobom (470/109), Agrochão (578/280), Águas Vivas (***/163), Aguieiras (622/289), Ala (850/417), Alfaião (208/173), Alfândega da Fé (1.048/2.055), Algoso (628/281), Alvaredos (228/62), Alvites (639/237), Amedo (566/302), Amendoeira (521/427), Angueira (393/116), Arcas (770/262), Argozelo (1.265/701), Assares (120/141), Atenor (340/121), Avantos (284/96), Avelanoso (264/148), Aveleda (483/196), Avidagos (687/245), Azinhoso (580/307), Babe (592/238), Baçal (517/484), Bagueixe (260/156), Barcel (187/126), Beira Grande (430/144), Belver (475/322), Bemposta (963/602), Benlhevai (343/234), Bornes (620/390), Bouça (434/261), Bragança (Santa Maria) (2.857/3.940), Bragança (Sé) (2.236/17.913), Bruçó (517/211), Brunhoso (408/216), Brunhozinho (213/86), Burga (288/53), Cabanelas (421/386), Cabeça Boa (701/428), Caçarelhos (584/219), Calvelhe (296/97), Campo de Víboras (737/155), Candedo (574/331), Candoso (295/158), Caravelas (354/214), Carção (1.397/419), Cardanha (489/231), Carragosa (520/190), Carrapatas (247/197), Carrazeda de Ansiães (316/1.701), Carrazedo (470/114), Carvalhais (538/1.299), Carvalho de Egas (199/114), Carviçais (1.219/757), Castanheira (226/77), Castanheiro (941/427), Castedo (671/236), Castelãos (444/443), Castelo Branco (900/449), Castrelos (451/127), Castro de Avelãs (314/460), Castro Vicente (789/337), Cedães (505/338), Celas (781/269), Cerejais (274/202), Chacim (621/265), Cicouro (721/95), Cobro (253/205), Coelhoso (353/319), Constantim (***/109), Cortiços (523/296), Corujas (206/168), Curopos (659/212), Deilão (380/168), Donai (534/446), Duas Igrejas (778/599), Edral (858/198), Edrosa (491/151), Edroso (203/95), Ervedosa (638/376), Espadanedo (495/188), Espinhosela (614/244), Eucísia (448/128), Failde (293/150), Felgar (1.114/954), Felgueiras (626/291), Ferradosa (454/160), Ferreira (369/194), Fonte Longa (610/301), Fornos (566/206), Fradizela (465-234), França (401-238), Franco (549/244), Frechas (613/929), Freixeda 222/89), Freixiel (896/640), Freixo de Espada à Cinta (1.935/2.188), Fresulfe (333/83), Gebelim (538/190), Genísio (408/186), Gimonde (208/341), Gondesende (316/194), Gostei (444/425) Gouveia (448/122), Grijó (324/371), Grijó de Parada (476/296), Horta da Vilariça (492/310), Ifanes (624/160), Izeda (808/1006), Lagoa (579/312), Lagoaça (1.446/411), Lamalonga (769/402), Lamas (367/278), Lamas de Orelhão (473/394), Larinho (655/365), Lavandeira (330/162), Ligares (888/397), Linhares (1.135/421), Lodões (190/100), Lombo (359/346), Lousa (1.000/358), Macedo de Cavaleiros (727/6.257), Macedo do Mato (432/208), Maçores (496/169), Malhadas (381/344), Marmelos (416/145), Marzagão (539/315), Mascarenhas (752/550), Matela (585/228), Mazouco (290/167), Meirinhos (640/287), Meixedo (323/163), Milhão (387/161), Miranda do Douro (914/2.254), Mirandela (1.890/11.852), Mofreita (238/54), Mogadouro (1.208/3.549), Mogo de Malta (328/111), Moimenta (608/168), Montouto (546/110), Morais (673/644), Mós-Bragança (367/178), Mós-Torre de Moncorvo (567/246), Mourão (387/104), Murçós (315/134), Múrias (413/281), Nabo (359/144), Navalho (252/96), Nogueira (362/495), Nunes (335/134), Olmos (392/208), Ousilhão (492/123), Outeiro (646/301), Paçó (577/191), Palaçoulo (700/554), Parada (298/124), Parada (662/507), Paradela (325/151), Paradela (377/156), Paradinha Nova (300/109), Parambos (578/247), Parâmio (650/214), Passos (448/423), Penas Roias (549/382), Penhas Juntas (578/255), Peredo (504/258), Peredo da Bemposta (459/188), Peredo dos Castelhanos (401/111), Pereira (***/190), Pereiros (633/235), Picote (406/301), Pinela (345/219), Pinelo (470/222), Pinhal do Norte (582/263), Pinheiro Novo (415/106), Podence (507/250), Poiares (855/411), Pombal (205/123), Pombal (880/324), Pombares (189/41), Póvoa (329/208), Quintanilha (308/216), Quintela de Lampaças (588/215), Quirás (677/180), Rabal (368/171), Rebordainhos (360/146), Rebordãos (638/546), Rebordelo (898/618), Remondes (328/212), Ribalonga (367/92), Rio de Onor (260/76), Rio Frio (660/203), Roios (256/150), Romeu (313/280), Saldanha (393/165), Saldonha (409/92), Salsas (736/389), Salselas (660/386), Sambade (1.088/475), Samil (307/1.246), Samões (513/338), Sampaio (272/159), Sanhoane (277/126), Santa Comba de Rossas (224/304), Santa Comba de Vilariça (436/407), Santa Combinha (155/56), Santa Cruz (287/57), Santalha (606/254), Santulhão (822/423), São Jomil (219/38), São Julião de Palácios (616/232), São Martinho de Angueira (537/307), São Martinho do Peso (878/355), São Pedro de Sarracenos (433/366), São Pedro Velho (652/329), São Salvador (355/223), Seixo de Ansiães (762/290), Seixo de Manhoses (342/469), Selores (325/141), Sendas (549/183), Sendim (1.176/1.366), Sendim da Ribeira (281/92), Sendim da Serra (271/91), Serapicos (461/208), Sesulfe (415/263), Silva (599/237), Sobreiro de Baixo (714/307), Soeima (488/142), Soeira (463/87), Sortes (506/296), Soutelo (223/129), Soutelo Mourisco (***/31), Souto da Velha (312/93), Suçães (700/574), Talhas (585/316), Talhinhas (388/173), Tó (458/154), Torre de Dona Chama (999/1.105), Torre de Moncorvo (1.929/2.891), Travanca-Mogadouro (365/172), Travanca-Vinhais (263/114), Trindade (340/162), Tuizelo (1.163/387), Urros (1.094/265), Urrós (683/318), Uva (413/131), Vale Benfeito (509/181), Vale da Madre (275/156), Vale da Porca (368/286), Vale das Fontes (569/347), Vale de Asnes (510/271), Vale de Frades (479/160), Vale de Gouvinhas (461/319), Vale de Janeiro (352/101), Vale de Porco (300/133), Vale de Prados (455/431), Vale de Salgueiro (520/424), Vale de Telhas (361/283), Vale Frechoso (326/189), Vale Pereiro (312/64), Vales (226/78), Valtorno (541/260), Valverde-Alfândega da Fé (331/107), Valverde-Mirandela (243/144), Valverde-Mogadouro (544/133), Ventozelo (493/146), Vila Boa (195/90), Vila Boa de Ousilhão (320/184), Vila Chã de Braciosa (766/327), Vila de Ala (457/234), Vila Flor (1.477/2.269), Vila Verde-Mirandela (221/81), Vila Verde-Vinhais (495/186), Vilar Chão (546/259), Vilar de Lomba (413/199), Vilar de Ossos (576/269), Vilar de Peregrinos (357/155), Vilar de Rei (234/72), Vilar do Monte (268/104), Vilar Seco (291/181), Vilar Seco de Lomba (691/235), Vilarelhos (406/275), Vilares de Vilariça (528/216), Vilarinho da Castanheira (1.192/415), Vilarinho das Azenhas (189/109), Vilarinho de Agrochão (352/235), Vilarinho do Monte (***/67), Vilarinho dos Galegos (851/190), Vilas Boas (942/550), Vimioso (1.280/1.285), Vinhais (1.936/2.245), Vinhas (565/236), Zedes (206/160), Zoio (487/189)

********************************************************************************************************************

EVOLUÇÃO DOS GRUPOS ETÁRIOS NOS CENSOS DE 1981 A 2011

Nos quatro mapas que se seguem são apresentados os valores globais relativos aos nº de habitantes apurados por grupos etários nos censos de 1981, 1991, 2001 e 2011, para a totalidade dos concelhos do Distrito de Bragança.

O primeiro gráfico reflecte o decréscimo que se registou ao longo destes últimos 30 anos (-48.000 hb. ao nível do distrito), com o grupo etário dos 0 aos 14 anos a passar de 47.400 para 14.800; dos 15 aos 24 anos a descer dos 32.000 para 13.100; , dos 25 aos 64 anos a passar dos 79.300 para 69.000; em sentido inverso, o número dos idosos com 65 e mais anos a subir dos 25.500 para 39.300.

Estas variações reflectem-se na estrutura etária da população do distrito.

Enquanto que em 1981, por cada 100 habitantes, 26 eram crianças com menos de 14 anos, em 2011 esse número pasou para 11; os jovens dos 14 aos 24 anos de 17 para 10; os adultos entre os 25 e os 64 anos de 43 para 51; e os idosos com mais de 65 anos, de 14 para 29.

Sinais evidentes do progressivo envelhecimento da população do distrito de Bragança entre 1981 e 2011.

COMPARAÇÃO DOS GRUPOS ETÁRIOS DOS CENSOS DE 1981 e 2011, POR CONCELHO

Nos oito mapas que se seguem são apresentados os números de habitantes apurados por grupos etários nos censos de 1981 e 2011, em cada um dos Concelhos do Distrito de Bragança, possibilitando assim observar a evolução verificada nos últimos 30 anos no nº de crianças (0 aos 14 anos), dos jovens (15 aos 24 anos), dos adultos (25 aos 64 anos) e dos idosos (65 e mais anos)

Nos próximos mapas são apresentadas as variações, em termos quantitativos e percentuais, verificadas nos 4 grandes grupos etários, entre 1981 e 2011, assinalando-se a verde os  concelhos em que há um acréscimo do nº de habitantes e a vermelho os que viram reduzir esse número.

No grupo etário dos 0 aos 14 anos realce para o facto de o distrito de Bragança ver reduzido, em apenas 30 anos,  em cerca de  70% o número das crianças que tinha em 1981 (-32.500).   Atente-se , por ex., nos casos de Vinhais com -83% (de 4.104 para 694), de Vimioso com -82% (de 2.274 para 405) ou de Carrazeda de Ansiães, com -78% (de 2.905 para 636).

Idêntico fenómeno se verifica no grupo etário dos 15 aos 24 anos, onde se regsita um decréscimo populacional na ordem dos 59% (-19.000 hb.).  Também aqui é no concelho do Vimioso (-75%), Vinhais (-73%)  e Mogadouro (-70%) que se registam as maiores descidas em termos percentuais.

O grupo etário dos 65 e mais anos apresenta, pelo contrário, um acréscimo no número de habitantes na ordem dos 54%, apesar de o distrito ter registado neste período uma redução da população em cerca de 26%.  Este aumento dos mais idosos regista-se nos principais centros urbanos: Bragança (+86%) e Mirandela (+73%).

A POPULAÇÃO DO DISTRITO EM 2011

Nos 2 gráficos que se seguem é feita a caracterização da população residente do Distrito em 2011, em termos de nº de habitantes por sexo  e das percentagens dos grupos etários em cada um dos Concelhos.

Tomando como base a média do País no censo de 2011 (14.9%), registe-se o facto de, no grupo etário dos 0 aos 14 anos  todos os concelhos do distrito de Bragança apresentarem valores inferiores, com realce para os concelhos de Vinhais (7.7%), Vimioso (8.7%) e Torre de Moncorvo (8.7%).

No grupo etário dos 65 e mais anos todos os concelhos se apresentam com percentagens superiores à média ncional (19%), com realce para os concelhos de Vimioso (39%) e Vinhais (38%).

Obs.:

 Os valores dos censos até 1930 referem-se à designada “população de direito ou legal”, conforme registos constantes do “Censos - Tomo I : prédios e fogos; população - dados retrospectivos - 1960, Ano de Edição: 1964,do INE. Nos censos posteriores o nº de habitantes considerados para este trabalho são os designados por "residentes".No caso do Censo de 1970 optámos pelos registos constantes do tomo “Censos - População e alojamentos por lugares - 1970 - Edição 1975”.

Fontes:

- Censos Populacionais disponibilizados no site do Instituto Nacional de Estatística

- Desenhos e mapas retirados da internet

Nota final:

Se pretender obter qualquer dos gráficos ou mapas constantes deste trabalho basta efectuar esse pedido através do livro de visitas infra. indicando o mail para onde deve ser feito o envio